Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. OK Ler mais

Notícias

Empreendedores açorianos apresentam 36 projetos de negócio ao Concurso Regional de Empreendedorismo

A Vice-Presidência do Governo dos Açores, através da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (SDEA), promoveu este ano mais uma edição do Concurso Regional de Empreendedorismo. 
Este concurso tem como objetivos estratégicos estimular a capacidade de iniciativa, a criatividade e o comportamento empreendedor dos concorrentes portadores de ideias de negócio inovadoras, promovendo a criação de empresas nos Açores a partir dos projetos a concurso.
Assim, decorreu de 1 de maio a 15 de junho a fase de entrega de candidaturas a este Concurso Regional de Empreendedorismo, tendo-se registado a entrada de 36 candidaturas nas mais variadas áreas de negócio, com destaque para o turismo, a agricultura e indústria agroalimentar e as tecnologias de informação e comunicação. 
O concurso decorre em três fases, permitindo que as ideias de negócio apresentadas nesta primeira fase, e que transitem para as fases posteriores, sejam sujeitas a um processo de desenvolvimento e consolidação, com o objetivo de garantir exequibilidade aos projetos vencedores.
Neste sentido, as candidaturas serão agora submetidas a uma avaliação por um júri, podendo passar à segunda fase as cinco melhores. 
Nessa segunda fase, a decorrer entre 1 de setembro e 15 de outubro, será proporcionada formação específica e consultadoria com vista a permitir o desenvolvimento das ideias de negócio apresentadas na primeira fase em planos de negócio efetivos.
Os planos de negócio resultantes serão submetidos a avaliação no período que decorrerá entre 16 e 30 de outubro, seguindo-se o processo de seleção pelo júri no sentido de se apurar os três projetos vencedores. 
Os prémios a atribuir serão no valor de, respetivamente, 25 mil, 20 mil e 15 mil euros para o primeiro, segundo e terceiro lugares, e apenas serão concedidos na condição de passarem a integrar o capital social das empresas a criar para o desenvolvimento do negócio premiado.
Fonte: Gacs

2015-06-25


VOLTAR