Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. OK Ler mais

Notícias

Pavilhão dos Açores no 'Blue Business Forum' promove setores tradicionais e emergentes da economia do mar

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia afirmou ontem, em Lisboa, que “os Açores têm um papel determinante no desenvolvimento da 'economia azul' no país e na União Europeia”. 
Fausto Brito e Abreu falava na abertura do Pavilhão dos Açores no 'Blue Business Forum', evento realizado no âmbito da 'Blue Week', dedicado a empresas e instituições de todo o mundo relacionadas com a economia do mar.
“Os Açores são a região mais oceânica de Portugal”, frisou o Secretário Regional do Mar, considerando, por isso, que “faz todo o sentido” o arquipélago marcar presença no evento com um espaço que “permita promover o enorme potencial da Região para o 'crescimento azul'”. 
Brito e Abreu referiu que, para além das atividades tradicionais ligadas ao mar, “os Açores estão a apostar no desenvolvimento de novas atividades económicas, como a aquacultura, a biotecnologia marinha ou a exploração de recursos minerais marinhos”.
Nesse sentido, apontou a iniciativa do Governo Regional de encomendar um estudo à Universidade dos Açores sobre as zonas com alto potencial para aquacultura no arquipélago, que será disponibilizado a empresários que queiram investir na Região. 
Fausto Brito e Abreu lembrou ainda um pacote de incentivos para atrair aos Açores investidores nacionais e internacionais na área da biotecnologia marinha, nomeadamente um quadro fiscal favorável para empresas que criem postos de trabalho na Região, uma linha de financiamento de projetos de investigação e desenvolvimento em contexto empresarial, e um quadro jurídico adequado e procedimentos de licenciamento agilizados, incluindo legislação pioneira sobre acesso e partilha de benefícios dos recursos genéticos.
O governante referiu também que os Açores têm apostado na investigação científica dirigida ao mar, destacando o trabalho que tem sido desenvolvido pelo IMAR/DOP, “um centro de investigação que está no 'top 20' mundial em publicações sobre mar profundo”. 
O Secretário Regional do Mar defendeu ainda a criação de uma estratégia de valorização do pescado, lembrando que o peixe dos Açores “é de excelente qualidade e é pescado de uma forma artesanal e sustentável”.
Nesse sentido, destacou a ‘Marca Açores’ enquanto selo de qualidade, “podendo funcionar como um fator de valorização comercial”. 
A 'Blue Week', decorre em Lisboa até 6 de junho e pretende projetar o país e os assuntos do mar a nível internacional.
O evento inclui a World Ocean Summit, organizada pela revista The Economist, que reúne representantes dos principais países marítimos, uma feira internacional que visa potenciar a economia azul e uma reunião ministerial onde serão discutidos temas como a governança mundial do oceano, os instrumentos financeiros para impulsionar a economia do mar ou o planeamento e gestão do espaço marítimo. 
O Pavilhão dos Açores pretende promover as atividades tradicionais e emergentes da 'economia azul' na Região através da presença de stands de cerca de uma dezena de empresas a operar no arquipélago.
Durante o 'Blue Business Forum' estão programadas sessões para divulgar as capacidades das instituições de investigação científica regionais em áreas ligadas ao mar, apresentações por parte de empresas e sessões informativas sobre os mecanismos em vigor na Região para incentivo ao investimento.
Fonte: Gacs

2015-06-05


VOLTAR