Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. OK Ler mais

Notícias

Dez empresas apoiadas no âmbito do "Empreendo o Meu Negócio"

O Vice-Presidente do Governo revelou que, no âmbito do Empreendo o Meu Negócio”, foi apoiada e acompanhada a criação de 10 empresas por pessoas em situação de desemprego.

Sérgio Ávila falava durante uma visita à primeira formação “Empreendo o Meu Negócio” de 2019, que decorreu nas instalações da CRESAÇOR, em Ponta Delgada, onde destacou a realização, em 2018, de outras quatro ações, duas em São Miguel, uma na Terceira e uma no Faial.

Recorde-se que a ação tem uma carga horária de 85 horas e contempla as várias etapas para a concretização de uma ideia de negócio, desde o seu surgimento, ao autodiagnóstico do perfil de empreendedor e ao desenvolvimento das principais competências e atitudes do empreendedor em domínios relativos à gestão de um negócio.

“Empreendo o Meu Negócio” contempla três fases, a primeira fase de formação assente numa vertente essencialmente prática, seguindo-se a segunda fase que corresponde ao apoio à implementação do negócio, com um horizonte temporal até seis meses, e uma terceira fase de apoio que consiste no seu acompanhamento, com um horizonte temporal até 12 meses.

Tendo por objetivo promover a criação efetiva de empresas no seguimento da frequência da formação inserida no âmbito desta iniciativa, é atribuído o prémio "Empreendo o Meu Negócio”, no valor de 3.500 euros, às cinco melhores candidaturas a apresentar em cada ação deste projeto e cujos promotores concretizem os seus projetos de criação de empresas.

O “Empreendo o meu Negócio” destina-se a indivíduos desempregados, com escolaridade mínima obrigatória, inscritos nas Agências para a Qualificação e Emprego, podendo ser extensível a alunos universitários de cursos de licenciatura, mestrado ou doutoramento que pretendam levar por diante a criação de uma empresa.

Podem também candidatar-se jovens com interesse em desenvolver uma atividade económica no âmbito das indústrias criativas, empresários do ramo do artesanato que pretendam adquirir competências na área da gestão de empresas e empresários de micro, pequenas e médias empresas que pretendam adquirir competências na área da gestão de empresas.

Esta ação visa proporcionar aos formandos conhecimentos na área empresarial, com vista à exploração do potencial económico dos recursos endógenos dos Açores e é uma das medidas criadas pelo Governo Regional para o fomento do empreendedorismo e criação de emprego.

O programa Empreendo o Meu Negócio é desenvolvido pela Vice-Presidência do Governo, através da SDEA- Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, em parceria com a CRESAÇOR.

2019-05-17


VOLTAR