Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. OK Ler mais

Notícias

SDEA e AICEP estreitam parceria com novos protocolos

A SDEA – Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, assinou esta terça-feira dois protocolos de cooperação com a Agência para o Comércio Externo de Portugal - AICEP que vão reforçar a presença das empresas regionais no estrangeiro e incluir os Açores na plataforma Portugal Site Selection, no âmbito da parceria desenvolvida entre os governos da Região e da República.

Vítor Fraga, Presidente do Conselho de Administração da SDEA, considerou que os protocolos assinados demonstram que o “trabalho em equipa, o estabelecimento de parcerias e a cooperação permanente são cada vez mais na atualidade uma forma de chegar mais longe e alcançar melhores resultados”.

A formalização destes dois protocolos, um com a AICEP Global Parques, que permite a inclusão da Região Autónoma dos Açores na plataforma Portugal Site Selection, com 7 parques empresariais; e outro com a AICEP, que viabiliza o aumento da promoção dos produtos e serviços das empresas açorianas juntos dos mercados externos através dos vários canais que tem disponíveis - promovendo simultaneamente a Região como local privilegiado para investir -, reforça a cooperação já existente entre a AICEP e a SDEA. Tratam-se de duas novas ferramentas essenciais a um maior apoio no âmbito da competitividade das empresas regionais.

Durante a cerimónia, que contou com a presença do Vice-Presidente do Governo, Sérgio Ávila, e do Secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, o responsável da SDEA evidenciou o bom clima económico que se vive nos Açores, que se “apresentam hoje como uma região apetecível para investir, para viver e para visitar, com um enorme conjunto de fatores que nos diferenciam positivamente e nos tornam tão atrativos”.
A estabilidade politica, económica e social, o diferencial fiscal, o atual sistema de Incentivos ao Investimento, o sistema de benefícios fiscais contratuais, a constante aposta na inovação através do desenvolvimento e construção de Parques de Ciência e Tecnologia, a criação da Rede de Incubadores de Empresas dos Açores, foram apenas algumas das muitas das vantagens enumeradas por Vítor Fraga que refletem a atual realidade económica do arquipélago, a qual, tem vindo a crescer de forma acentuada não se antevendo qualquer desaceleração económica num futuro próximo.

A este propósito o presidente do Conselho de Administração da SDEA revelou que nos últimos 5 anos, entre 2013 e 2018, esta entidade pública acompanhou 80 projetos de investimento que representam um investimento superior a 230 milhões de euros. Um trabalho que continua e “à data de hoje estamos a acompanhar cerca de 40 intensões de investimento, com um montante de investimento global previsto de cerca de 140 milhões de euros”, salientou.

Além deste acompanhamento ao nível do investimento, a SDEA tem vindo também a destacar-se pela execução de novas políticas públicas de estímulo ao consumo e consequentemente ao aumento da produção, das quais a Marca Açores é “um bom exemplo”. “Trata-se de uma marca territorial que assenta a sua ação numa estratégia de valorização coletiva por forma a incentivar a internacionalização das empresas açorianas e contribuir significativamente para o alargamento da base económica da exportação”, reiterou. Também benéfica para a economia dos Açores tem sido, “a execução do plano anual de Feiras e Missões Empresariais, o Azores Export, que permitiu no corrente ano e até à data, mais de 120 representações empresariais, o contato direto com mais de 350 mil potenciais clientes”, referiu ainda que a estratégia que tem vindo a ser seguida contribuiu para que “nos últimos dois anos, se tenha verificado um aumento de 20% das vendas anuais das empresas açorianas”.

Dados revelados por Vítor Fraga que, em jeito de balanço, afirmou renovarem as ambições do Governo dos Açores para a economia regional, a qual, conta desde ontem com mais dois novos protocolos de cooperação com a AICEP.

2018-11-14


VOLTAR