Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. OK Ler mais

Notícias

Governo dos Açores inicia projeto “Empreendo o Meu Negócio”

A Vice-Presidência do Governo, através da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores - SDEA, promove, de 12 de março a 23 de abril, a primeira ação do projeto “Empreendo o Meu Negócio”, que decorrerá em Ponta Delgada, nas instalações da CRESAÇOR, estando ainda previstas para este ano mais três ações, a realizar nas ilhas Terceira, Pico e São Miguel.

A iniciativa, que tem por base a metodologia do anterior programa "Empreende Açores", que permitiu o apoio, acompanhamento e criação de 25 novas empresas, contempla as várias etapas para a concretização de uma ideia em negócio, desde o seu surgimento, ao autodiagnóstico do perfil de empreendedor e ao desenvolvimento das principais competências e atitudes do empreendedor em domínios relativos à gestão de um negócio.

O projeto tem uma carga horária de 85 horas na primeira fase de formação, assente numa vertente essencialmente prática, a que se segue uma segunda fase de apoio à implementação do negócio, com um horizonte temporal até seis meses, e uma terceira fase de apoio ao seu acompanhamento, com um horizonte temporal até 12 meses.

Por outro lado, tendo por objetivo promover a criação efetiva de empresas no seguimento da frequência da formação inserida no âmbito desta iniciativa, é atribuído o Prémio "Empreendo o Meu Negócio”, no valor de 3.500 euros, para as cinco melhores candidaturas a apresentar em cada ação deste projeto e cujos promotores concretizem os seus projetos de criação de empresas.

O “Empreendo o meu Negócio” destina-se a indivíduos desempregados, com escolaridade mínima obrigatória, inscritos nas Agências para a Qualificação e Emprego, podendo ser extensível a alunos universitários de cursos de licenciatura, mestrado ou doutoramento que pretendam levar por diante a criação de uma empresa.

Os jovens com interesse em desenvolver uma atividade económica no âmbito das indústrias criativas, os empresários do ramo do artesanato que pretendam adquirir competências na área da gestão de empresas e os empresários de micro, pequenas e médias empresas que pretendam adquirir competências na área da gestão de empresas, também podem candidatar-se.

Esta ação visa proporcionar aos formandos conhecimentos na área empresarial, com vista à exploração do potencial económico dos recursos endógenos dos Açores.


GaCS/OM

2018-03-09


VOLTAR